Alerj adia votação de privatização da Cedae prevista para terça-feira

Rio - A Presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) adiou a votação do projeto de lei que autoriza a privatização da Cedae, a estatal de águas e esgoto, inicialmente prevista para a sessão ordinária da terça-feira, 14, à tarde. Mais cedo, a Alerj anunciou o adiamento, por causa de um princípio de incêndio, de uma reunião do Colégio de Líderes partidários, inicialmente marcada para as 14 horas desta segunda-feira, 13.

Agora, a reunião de líderes será na terça, às 13 horas. Na reunião, o presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), pretende tentar um acordo em torno do projeto de lei, que recebeu 211 emendas na primeira sessão de discussão, na última quinta-feira.

A privatização da Cedae é a primeira das medidas de contrapartida exigidas pelo governo federal no plano de recuperação fiscal do Estado a ser enviada à Alerj. O projeto autoriza o governo estadual a privatizar a Cedae, dada como garantia para novos empréstimos, no valor de até R$ 3,5 bilhões, com aval da União.

Segundo a assessoria de imprensa da Alerj, haverá sessão ordinária na terça, mas a pauta ainda não está definida. Originalmente, a pauta da sessão ordinária seria a votação - como anunciou Picciani na quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos