Polícia Civil abre investigação sobre morte de torcedor do Botafogo no Rio

Rio - A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) abriu um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Diego Silva dos Santos, 28 anos, depois do clássico do jogo do Botafogo contra o Flamengo, no domingo, 12, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, na zona norte do Rio. A Polícia Civil informou que vai analisar câmeras ao redor do estádio.

Outras sete pessoas também ficaram feridas em decorrências de tiros e agressões. Uma ainda está internada em estado grave, no Hospital Salgado Filho.

"Foi realizada a perícia no local e iniciou-se um amplo trabalho de investigação visando apurar detalhadamente as circunstância do crime e sua autoria", informou, em nota, a assessoria da Polícia Civil.

Testemunhas disseram que o rapaz foi baleado por homens que passaram em um carro e atiraram contra os torcedores.

O Botafogo havia pedido o adiamento da partida por temer a falta de segurança na área externa do estádio, em decorrência dos bloqueios feitos por mulheres de PMs no Estado nas portas dos batalhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos