Risco de ruptura em barragem leva à retirada de quase 200 mil na Califórnia

Nova York - Autoridades nos Estados Unidos emitiram ordem de retirada para quase 200 mil pessoas que vivem na área do Lago Oroville, no norte da Califórnia, no fim do domingo. Há o risco de grandes enchentes na região, pois uma barragem poderia se romper graças à erosão. A agência Associated Press disse que 188 mil pessoas foram alvo da ordem para que deixem suas casas.

Autoridades estaduais e locais afirmaram que trabalhavam para evitar o rompimento, enquanto ao mesmo tempo aumentavam a quantidade de água liberada no segundo maior reservatório da Califórnia, após a chuva e a neve atingirem o Estado com força no verão local, depois de seis anos de seca. "Eu espero que o nível do lago recue significativamente em tempo hábil para aliviar a pressão no vazamento", afirmou o xerife Kory Honea, do condado local de Butte, durante entrevista coletiva na noite do domingo.

Honea disse que houve ordens de retirada de pessoas de partes de Oroville, onde vivem 16 mil habitantes, e outras comunidades ao longo da região do rio Feather. Na foz do rio está esse grande lago, que é retido por uma barragem de 235 metros - a mais alta nos EUA. O xerife disse que a decisão de retirada de pessoas foi tomada após um engenheiro estadual dizer que o buraco na barragem pode gerar um grande vazamento. A área fica 113 quilômetros a norte de Sacramento.

O principal vertedouro do lago Oroville, de concreto, rompeu na semana passada quando funcionários estaduais tentavam evitar que a água do lago transbordasse. Com isso, os agentes locais tiveram que usar um vertedouro emergencial, que não havia sido empregado desde a construção do reservatório nos anos 1960.

A Guarda Nacional da Califórnia emitiu uma notificação para todos seus 23 mil agentes, que serão convocados em caso de necessidade, segundo a Associated Press. O governador da Califórnia, Jerry Brown, emitiu um decreto emergencial para fortalecer a resposta das autoridades e ajudar na retirada de pessoas. Segundo ele, o Estado direciona todo pessoal necessário e os recursos para responder a uma situação "complexa e que muda rapidamente". Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos