Violência no Rio

Famílias de PMs usam piscina para se refrescar em frente a batalhão no Rio

No Rio

  • Fábio Motta/Estadão Conteúdo

    Parentes de policiais retiraram piscina montada em frente ao 9º batalhão, onde tomavam banho desde domingo (12)

    Parentes de policiais retiraram piscina montada em frente ao 9º batalhão, onde tomavam banho desde domingo (12)

O calor do último domingo (12) atraiu muitos cariocas à praia e às áreas de lazer da cidade. Para as mulheres de policiais militares que participam desde a última sexta-feira (10) das manifestações nas portas de batalhões, o dia foi de sacrifício --mas, no de Rocha Miranda, na zona norte do Rio de Janeiro, nem tanto.

O grupo se cotizou e comprou uma piscina inflável de 3.000 litros e a encheu de água com a ajuda de um vizinho do quartel, que, solidário à luta das mulheres pela regularização dos pagamentos dos maridos, emprestou uma mangueira.

Crianças que acompanhavam suas mães no protesto aproveitaram para brincar na água. Na segunda-feira (13), a piscina continuava lá, e, com a meninada na escola, as mães é que se refrescaram.

"Trouxe minha filha, e ela não queria sair da água. A vizinhança nos ajuda porque sabe que não estamos atrapalhando o policiamento. Existem 17 comunidades na região e isso seria muito perigoso. Nós estamos nos sacrificando muito, mas é necessário. A piscina tornou o ambiente mais leve", disse a dona de casa Cristiane Mota, 31, casada com um soldado com quem tem um menino de dez anos e um bebê de um ano.

"Meu marido corre risco de vida todo dia e não recebeu por ter trabalhado obrigado durante a Olimpíada nas horas de folga. Não quero uma bandeira do Brasil no lugar dele", disse, referindo-se à praxe de cobrir caixões de policiais mortos em serviço com o símbolo nacional.

Cristiane vem sentindo dentro de casa os efeitos dos atrasos nos pagamentos de salários pelo governo. As contas estão atrasadas - a escola do filho maior o aceitou neste ano mesmo sem a mensalidade em dia.

As doações vão de água, refrigerante e biscoitos a rodadas de cachorro quente e pizza. Um restaurante fornece quentinhas. Dois banheiros químicos foram emprestados. A água da piscina foi usada nesta segunda-feira para limpar os sanitários, contou a cabeleireira Charlô Ferss (nome artístico), de 44 anos, que namora um policial.

A viralização de uma foto em que mulheres se divertem dentro da água a preocupa. Charlô teme que a imagem macule a seriedade das reivindicações das mulheres, mães e viúvas de policiais que exigem o pagamento de 13º salário e adicionais por horas extras.

"Não podemos ficar 24 horas como soldados. O calor está insuportável. As crianças precisavam se distrair. Mandamos a foto para os nossos familiares verem que estávamos bem. Mas ela se espalhou de forma negativa", disse Charlô. "Precisamos do apoio da população e também precisamos espairecer."

A piscina foi inflada no início da tarde de domingo e esvaziada na manhã desta terça-feira, 14. As manifestantes rechaçam que o movimento seja acusado pela falta de policiamento no Estádio do Engenhão, na zona norte, no último domingo, quando jogaram Botafogo e Flamengo, pelo Campeonato Carioca.

Com menos PMs, torcedores dos clubes se enfrentaram, e um botafoguense morreu.

"É injusto colocarem isso nas nossas costas. O único culpado é o governo do Rio. O nosso movimento é muito diferente daquele do Espírito Santo. Nossos policiais só querem o direito que já tinham", justificou Charlô. "Quero ver o (governador Luiz Fernando) Pezão na cadeia junto com o (ex-governador Sérgio) Cabral (ambos do PMDB)", afirmou.

O grupo de mulheres se reveza e monta escala de plantão via WhatsApp. Elas ocupam os batalhões mais próximos de suas residências. Nesta segunda-feira, na porta do 9º. Batalhão, havia cinco manifestantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos