Doria é recebido em bloco com gritos de 'prefeito cinza' e 'viva o grafite'

São Paulo - O prefeito João Doria (PSDB) foi alvo de um protesto no início da tarde desta sábado, 25, ao aparecer no bloco do Pasmadinho, em Pinheiros, na zona oeste da capital. Ele foi recebido aos gritos de "fora Doria", "prefeito cinza", "viva o grafite" e "viva o Haddad", quando chegou no bloco que fazia concentração em frente ao Bar Pirajá, na Avenida Brigadeiro Faria Lima.

Apesar do protesto de alguns, muitos foliões também tietaram e parabenizaram o prefeito tucano. Doria disse que o protesto "faz parte" e levou na brincadeira, mas em um momento bateu boca com um homem que estava mais exaltado. "Viva o Lula, viva o PT, viva a corrupção. Né?", disse Doria, em tom de ironia, para o homem.

Logo ao chegar no bloco, Doria foi recepcionado por um casal que estava fantasiado de "muro cinza". A garota vestia uma roupa que imitava um muro grafitado e um rapaz estava fantasiado de operário e, com um rolo de tinta em mãos, simulava pintar de cinza. Eles pediram para que Doria grafitasse o muro e ele respondeu em tom bem humorado que não "faz grafite".

A brincadeira remete à campanha de Doria contra pichação na cidade. A ação recebeu críticas após o prefeito mandar pintar de cinza os grafites que estavam na avenida 23 de maio. Os foliões também cantaram uma marchinha crítica a Doria. "[Prefeito] Vai pintar tudo de cinza, que prefeito mais ranzinza, mais que chato de galocha" e "Oh seu prefeito não apague meu grafite, aqui é a Pauliceia, não vai ser Miami Beach", diz a letra da música.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos