PSDB não vai reivindicar liderança do governo no Senado, diz líder do partido

Ricardo Brito

Brasília, 2

  • Luciano Claudino/Codigo19/Agência O Globo

    Aloysio Nunes (PSDB), escolhido ministro das Relações Exteriores

    Aloysio Nunes (PSDB), escolhido ministro das Relações Exteriores

O líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), afirmou nesta quinta-feira, 2, ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que o partido não vai cobrar que um tucano ocupe a liderança do governo na Casa, cargo ocupado até agora por Aloysio Nunes Ferreira (SP), escolhido ministro das Relações Exteriores hoje pelo presidente Michel Temer.

"O PSDB não pode nem vai reivindicar espaço político. Se o presidente achar que pode ser alguém do partido, teremos quadros para isso", disse. Bauer afirmou que o PSDB nunca colocou como condição para ser aliado do governo Temer a ocupação de espaços.

No Palácio do Planalto, a expectativa é que a liderança do governo no Senado seja ocupada por um senador do PMDB. Um dos nomes cotados é o do atual líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que poderia ser deslocado para essa função.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos