Alckmin vê retomada na economia e prevê maior arrecadação

Daniel Weterman

São Paulo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou na manhã desta quarta-feira, 8, que a economia brasileira já bateu "no fundo do poço" e começou a se recuperar. A dúvida, ponderou, é o ritmo da retomada do crescimento. Na véspera o IBGE divulgou dados do PIB, mostrando que a economia encolheu 7,2% em dois anos.

"Acredito que a arrecadação vai melhorar este ano. Batemos no fundo do poço da crise econômica do Brasil. Que já retomou, já retomou. A dúvida é a força e a velocidade dessa retomada", afirmou o tucano em coletiva de imprensa no bairro Itaquera, zona leste da capital paulista. O governador esteve no local para apresentação do programa "Encontre seu Pai Aqui", que visa localizar pais de pessoas que não têm o nome do pai na certidão de nascimento.

Alckmin disse ainda que o governo federal precisa se concentrar em programas que gerem empregos, citando o setor de serviços e a construção civil. A tecnologia faz a economia crescer, mas reduz os empregos formais, observou.

Comentando o resultado do PIB, Alckmin disse que "o importante é que o crescimento seja maior e mais rápido".

Repatriação

Alckmin disse ainda esperar a aprovação da reabertura da repatriação de recursos no exterior, prevista para ser votada hoje no Senado. Ele disse que São Paulo não depende dos recursos da repatriação porque têm pouca participação no Fundo de Participação dos Estados (FPE), que é o meio de distribuição dos recursos entre as unidades da federação.

O Estado recebe apenas 0,9% do FPE do País, lembrou. "Para São Paulo, a repatriação não tem tanta importância, mas para outros Estados e municípios é muito importante", disse.

Cotado como um dos tucanos presidenciáveis para as eleições de 2018, Alckmin dedicou pouco mais de 2 horas de sua agenda na visita a Itaquera, onde cumprimentou pessoas, tirou fotos e tomou café. Ao lado de militantes, era saudado como "nosso presidente". Conversou com o prefeito regional de Itaquera, Jacinto Reyes, com quem prometeu conversar e firmar parcerias para atender a demandas da região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos