Temer sanciona projeto que torna Blumenau a 'Capital Nacional da Cerveja'

Tânia Monteiro

Brasília

Para dar prosseguimento a agendas positivas, o presidente Michel Temer comanda, nesta quinta-feira, às 11h, no Palácio do Planalto, a cerimônia de sanção da lei que confere à cidade de Blumenau o título de "Capital Nacional da Cerveja".

O projeto, apesar de ser de autoria de um deputado petista, Décio Lima, recebeu apoio do PSDB do Estado. Décio Lima, que está de saída do PT e negocia o seu ingresso no PDT, é esperado no Planalto para participar da cerimônia e ser acolhido pelo presidente.

Temer está em busca de todo e qualquer voto possível pela aprovação das reformas da Previdência e Trabalhista. Blumenau é sede da tradicional Oktoberfest, de cervejarias premidas e da Escola Superior de Cerveja e Mate.

Além da cerimônia de sanção da nova lei, o presidente tem uma agenda cheia que inclui reunião com o governador do Amazonas, José Melo, e o deputado Pauderney Avelino (DEM/AM). Em seguida, tem nova reunião com mais dois parlamentares do DEM: o senador José Agripino Maia (RN) e o deputado Mandetta (MS). Às 15h, Temer recebe o senador Waldemir Moka (PMDB/MS) e às 16h, tem encontro com a bancada da base aliada de Minas Gerais.

Na quarta-feira, 8, Temer já havia se encontrado com cinco deputados do PMDB de Minas, que tem se queixado do espaço no governo. Temer está tentando agradá-los para evitar dissidência nas votações. O presidente deixou o Planalto perto de meia-noite. Ele estava reunido com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, o tucano Antonio Imbassahy (BA).

Na sexta-feira, dia 10, Temer viajará para o Nordeste, a fim de inaugurar um trecho da transposição do Rio São Francisco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos