Sócios de construtora são denunciados após propina

São Paulo

O Ministério Público de São Paulo apresentou à Justiça denúncia por corrupção contra dois sócios da construtora Exto – Antonio Roberto de Matos e Carlos Mauacadd –, acusados de pagar R$ 235 mil em propina para integrantes da Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), de ex-fiscais da Prefeitura. Os engenheiros teriam pago o valor em troca de um abatimento de R$ 485 mil na cobrança do imposto de um empreendimento de alto padrão na zona oeste de São Paulo. Além deles, quatro servidores públicos foram denunciados. Mauacadd disse ter apresentado todos os documentos devidos. Em nota, a A Exto disse "que não efetuou pagamento de valores para obtenção de vantagens ilícitas e/ou irregulares para o empreendimento na Rua Monte Alegre ou qualquer outro empreendimento do Grupo". A reportagem não conseguiu contatar a defesa dos demais envolvidos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos