Padilha diz em nota que firmou termo de compromisso ambiental com fundação do RS

Tânia Monteiro

Brasília, 15

A assessoria de imprensa da Casa Civil distribuiu nota nesta quarta-feira, 15, sobre o inquérito autorizado pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a abertura de inquérito para investigar se o ministro Eliseu Padilha cometeu crime ambiental no Rio Grande do Sul. De acordo com a Casa Civil, "sobre o inquérito hoje autorizado para apurar fatos atribuídos ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, por suposto crime ambiental pela abertura de uma vala, o ministro esclarece que: foi firmado em 09 de dezembro de 2016 Termo de Compromisso Ambiental (TAC) com a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam/RS) para extinguir qualquer obrigação relativamente a tal fato".

Mais cedo, a Casa Civil havia informado que o ministro Padilha não iria se pronunciar sobre o caso. Na tarde desta quarta-feira Padilha embarcou para Porto Alegre, onde permanecerá até segunda-feira, sem compromissos oficiais. Padilha retornou esta semana a Brasília depois de ficar afastado por 21 dias por conta de uma cirurgia de retirada de próstata. O ministro volta para Brasília na próxima segunda-feira. Ele tem consultas em Porto Alegre.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos