Vou ver e, certamente, conversar com ele, diz Meirelles sobre declaração de Renan

Anne Warth e Gustavo Porto

Brasília

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, evitou comentar as críticas do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), feitas nesta quinta-feira, 30, especificamente sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência e sobre o corte de R$ 42 bilhões no Orçamento anunciado na quarta, 29. "Eu não vi as declarações e não posso comentar. Vou ver (declarações de Renan), olhar com atenção e, certamente, conversar com ele", disse Meirelles.

Entre a série de críticas realizadas hoje, Renan disse que a PEC da Reforma da Previdência "trata desiguais de forma igual" e ainda previu que o Brasil enfrente um agravamento da crise econômica nos próximos meses. "A terceirização vai causar um impacto muito grande na economia brasileira do ponto de vista do desemprego, da precarização, da rotatividade, de mais acidente, de menos arrecadação e consequentemente de mais imposto, que foi o que nós vimos ontem", comentou o líder, referindo-se ao contingenciamento das despesas públicas federais de R$ 42,1 bilhões, anunciado ontem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos