Secretário da Agricultura de SP recebeu R$ 50 mil via caixa 2, dizem delatores

Breno Pires, Alexandre Hisayasu, Luiz Vassallo, Fausto Macedo e Júlia Affonso

Brasília, 11 (AE)

Os executivos do Grupo Odebrecht Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa da Silva Júnior afirmaram à Procuradoria-Geral da República que a empreiteira pagou R$ 50 mil via caixa 2 para a campanha do deputado federal Arnaldo Calil Pereira Jardim (PPS-SP). Hoje, ele é secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB).

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou que os depoimentos sejam encaminhados para a Procuradoria da República de São Paulo para que sejam tomadas as medidas cabíveis. "Determino levantamento do sigilo dos autos; ordeno a remessa dos autos ao Procurador-Geral da República, pelo prazo de 10 (dez) dias, para requerer o que entender de direito."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos