Delator da Odebrecht diz que liberou pagamentos com anuência de Marcelo

Julia Affonso, Ricardo Brandt, Fábio Serapião, Breno Pires e André Borges

Brasília e São Paulo

O delator Benedicto Barbosa da Silva Júnior, um dos principais homens do setor de construções do Grupo Odebrecht, afirmou aos procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato, que todos os pagamentos feitos para políticos foi delegado a ele por Marcelo Bahia Odebrecht, o presidente afastado do grupo, preso desde junho de 2015, em Curitiba. "O que eu fiz foi delegado por Marcelo", afirmou o delator.

Benedicto - um dos 78 nomes da mega delação da Odebrecht, fechada com a Operação Lava Jato - confirmou que ele e os executivos de sua área demandavam pagamentos do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, o chamado por investigadores de "departamento da propina".

Ele foi questionado sobre as doações feitas por executivos da Odebrecht de sua área e disse que tinha ciência de todas elas. "Sim, tive ciência do conjunto e aprovei. Tenho ciência e responsabilidade."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos