Temer: delações não podem paralisar governo

André Ítalo Rocha

São Paulo

O presidente Michel Temer reiterou que as delações dos ex-executivos da Odebrecht, divulgadas nesta semana, não podem paralisar o governo e que os três poderes - Executivo, Legislativo e Judiciário - devem continuar exercendo os seus respectivos papéis. "Espero que o País continue a trabalhar", afirmou, em entrevista concedida à TV Bandeirantes neste sábado. O presidente tentou ver o lado positivo das delações premiadas, argumentando que os "equívocos verificados" em doações de campanhas eleitorais são "educativos".

Na entrevista, Temer afirmou ainda que não faz nenhuma objeção ao projeto de lei que busca combater abusos de autoridade no poder Judiciário. No entanto, ele acredita que o momento não é oportuno para discutir este tema, em razão das investigações da Operação Lava Jato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos