Turquia: acontece amanhã referendo sobre aumento de poderes presidenciais

Istambul

Líderes políticos da Turquia fazem neste sábado a última campanha para o referendo que promove mudanças na constituição. Comícios acontecerão pelas cidades de Istambul e Ancara e o referendo acontece no domingo (16).

Os apoiadores do "sim" argumentam que mudanças constitucionais trarão um período de estabilidade e prosperidade, enquanto o outro lado alerta que as reformas podem levar a um sistema autoritário.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, lidera a campanha pelo "sim" e pede para a população votar no domingo pelas 18 mudanças na constituição, que podem abolir o cargo de primeiro-ministro, deixando todo o poder executivo para o presidente.

"A nova constituição trará estabilidade e confiança para que nosso país se desenvolva e cresça", disse Erdogan. "É sim por uma nação? É sim para uma única bandeira? É sim por único lar? É sim para único Estado? É sim, sim, sim!", disse.

Mas críticos argumentam que as alterações simplesmente aumentarão os poderes de Erdogan, que desde 2003 está no comando da Turquia, alternando como primeiro-ministro ou presidente. "Queremos um sistema parlamentar democrático ou o regime de um homem só?", afirmou Kemal Kilicdaroglu, líder do Partido Popular Republicano, em discurso em Ancara.

Se aprovada no referendo, a nova constituição começa a valer a partir da próxima eleição, agendada para 2019. Fonte: Associated Press.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos