Vídeos de delatores reforçam defesa do ministro Bruno Araújo, diz assessoria

Bruno Araújo

São Paulo

A assessoria do ministro das Cidades, Bruno Araújo, divulgou nota nesta quarta-feira (19) sobre o inquérito que o investiga sobre suposto recebimento de recursos da Odebrecht.

"Apesar do Ministério Público pedir abertura de investigação contra o ministro Bruno Araújo por corrupção ativa com base nas delações dos executivos da Odebrecht, João Pacífico e Cláudio Melo Filho, os vídeos divulgados, na última quinta-feira, não confirmam o fato. Pelo contrário, transformaram-se na principal peça de defesa do ministro, a partir da negativa dos delatores sobre o ministro ter exigido qualquer tipo de contrapartida da empresa".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos