EUA: Trump volta a defender proposta de mudanças em sistema de saúde

Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insistiu que as propostas dos republicanos para o sistema de saúde manteriam uma garantia de cobertura para as pessoas com condições pré-existentes. No entanto, ele evitou o debate mais espinhoso sobre se as mudanças propostas poderiam aumentar os custos de seguro para os doentes até o ponto em que a cobertura é inacessível.

"As condições pré-existentes estão no projeto e eu ordeno isso", disse Trump em entrevista a uma rede de televisão, quando questionado sobre se o plano de saúde dos republicanos manteria um dos aspectos mais populares da Lei de Cuidados Acessíveis, que Trump prometeu revogar.

Trump foi questionado se o plano republicano - que está sendo negociado entre legisladores do partido na Câmara - garantiria cobertura para as pessoas em todos os estados, independentemente da sua história médica. Trump disse que o faria, mas não abordou diretamente a possibilidade de que alguns estados pudessem optar por cobrar mais a pessoas com tais condições pré-existentes, o atual ponto crítico nas negociações entre centristas e conservadores republicanos.

"Temos agora condições pré-existentes no projeto de lei - nós criamos um pool para as condições pré-existentes para que os prêmios possam cair", disse Trump, referindo-se a provisões para oferecer subsídios para pessoas com necessidades de saúde especialmente caras.

Quando perguntado pelo Dickerson para responder aos críticos que disseram que as mudanças "poderiam tornar a cobertura completamente inacessível para os mais pobres", Trump disse que o plano republicano em discussão será melhor para os mais pobres que o sistema atual, também conhecido como Obamacare. "Esqueça a inacessibilidade", disse o presidente. "O que é inacessível é o Obamacare".

O Obamacare garante a venda de seguro para todos, a preços semelhantes, independentemente do seu risco. Essas disposições têm sido amplamente populares em princípio, embora também tenham causado picos de prêmio para muitas pessoas saudáveis que se beneficiaram de preços baixos antes que a lei fosse aprovada. Os republicanos tentaram aprovar o novo plano em março, sem sucesso. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos