José Dirceu diz que vai se dedicar à família e a seu julgamento

Fábio Serapião e Fausto Macedo

São Paulo

O ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula) disse que agora, em liberdade, pretende se dedicar exclusivamente à família. A interlocutores ele afirmou, ainda, que pretende estudar detalhadamente as ações penais da Lava Jato em que é réu e se preparar para seu julgamento na segunda instância judicial.

Dirceu, que está em Curitiba, segue nesta quinta-feira, 4, de carro, para Brasília, onde vai morar, monitorado por uma tornozeleira eletrônica. O ex-ministro foi solto na quarta-feira, 3, por ordem do Supremo Tribunal Federal. Por três votos a 2, os ministros da 2.ª Turma da Corte deram habeas corpus a Dirceu, revogando o decreto de prisão que pesava contra ele desde julho de 2015 - ele foi preso no dia 3 de agosto daquele ano.

Condenado pelo juiz Sérgio Moro a 32 anos e um mês de cadeia, por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, o ex-ministro ganhou a liberdade porque o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) ainda não julgou os recursos da defesa contra as sentenças a ele impostas.

O Supremo firmou jurisprudência no sentido de que apenas os condenados pela segunda instância judicial podem ser presos. Por meio de seu advogado, o criminalista Roberto Podval, Dirceu quer reverter as punições que Moro aplicou em duas ações penais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos