Não conversava com Vaccari sobre finanças do PT, diz Lula

Eduardo Laguna, André Ítalo Rocha e Caio Rinaldi

São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em depoimento ao juiz Sergio Moro que por não ser, na época, da direção do PT, não conversava sobre finanças do partido com João Vaccari Neto, ex-tesoureiro da sigla.

"Não conversava de finanças do PT. Eu não era da direção do PT. Ponto", afirmou Lula. Questionado por um procurador se, em algum momento, indagou Vaccari se o ex-tesoureiro tinha recebido vantagens indevidas em nome do partido, respondeu: "Não importa se eu perguntei ou não. Ele sempre negou. Negou pela imprensa, negou publicamente".

Segundo Lula, Vaccari não lhe devia explicações. "Ele era tesoureiro do PT e eu não era. O PT não tinha que prestar contas a mim".

Na sequência, o procurador pediu uma resposta mais objetiva à pergunta sobre Vaccari e, já demonstrando impaciência com a insistência, o ex-presidente tratou de encerrar o assunto. "Para acabar nossa polêmica aqui, vamos dizer: eu perguntei e ele disse não".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos