Governo Temer cria site para marcar um ano de gestão

Carla Araújo

Brasília

Entrou no ar nesta quinta-feira, 11, o site do governo federal que marca um ano de gestão do presidente Michel Temer, data que será celebrada amanhã com um evento no Palácio do Planalto. Com o marca "Agora Brasil", a nova página da internet (https://www.brasil.gov.br/agorabrasil#/) destaca "1 ano de coragem, trabalho e avanços". Na página, há sessões com notícias de "economia", "cidadania", "eficiência", "infraestrutura", "Brasil e mundo".

Na área de economia, um dos destaques é a liberação das contas inativas do FGTS. Ao clicar na notícia, o internauta é direcionado ao Portal Brasil. Há ainda matérias que destacam a melhora nos indicadores econômicos, como o próprio presidente vem repetindo nos discursos. Há, entre outras reportagens, uma defendendo a reforma da Previdência.

A aba de cidadania destaca o reajuste do Bolsa Família, a liberação de verba para o Fies e outras medidas como o decreto que determinou que um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) ficasse sempre à disposição para transplante de órgãos. De acordo com o site, de junho de 2016 até abril deste ano, a FAB transportou 263 órgãos para transplante no País. "As 192 missões realizadas no período só foram possíveis graças ao decreto nº 8.783, assinado pelo presidente da República, Michel Temer", diz o texto.

Na sessão "Eficiência", está entre os destaques como um dos feitos deste um ano de governo a força-tarefa para fazer um pente-fino nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Segundo o governo, o INSS analisou 108.643 auxílios-doença e cancelou 43 mil benefícios, entre outubro de 2016 e fevereiro deste ano, que eram repassados indevidamente. "Com a medida, o governo economizou R$ 715,4 milhões. A expectativa é de que, até o fim da perícia nos benefícios, R$ 7 bilhões serão economizados, pois a metade dos beneficiários do auxílio-doença ainda passará pela avaliação e serão convocados os aposentados por invalidez", diz a página. "Além disso, o governo conseguiu desmontar esquemas de desvio na Previdência que permitiram economizar R$ 284,9 milhões. Apenas no ano passado, 45 operações foram realizadas para garantir o bom uso do dinheiro público", completa o texto.

Na sessão de Infraestrutura, o governo escolheu destacar o programa Minha Casa, Minha Vida e a transposição do São Francisco, obra iniciada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Há ainda o destaque para o Programa de Parcerias de Investimento (PPI). Segundo o governo, quando foi lançado, o programa previa a concessão ou venda em 35 projetos, mas em março deste ano, o programa foi ampliado para mais 55 projetos. "A previsão do governo é de que, com a aplicação de R$ 45 bilhões nos projetos, mais de 200 mil vagas de emprego deverão ser abertas", diz o texto.

Por fim, na área de Brasil e Mundo, o governo destacou algumas notícias, entre elas a Assinatura do Acordo de Paris. De acordo com o Planalto, até 2030, o Brasil pretende reduzir em 43% as emissões de carbono em relação a 2005. "Antes disso, até 2025, a meta é que o País corte 37% das emissões".

Comunicação digital

Conforme antecipou o Broadcast Político na segunda-feira, 8, com o intuito de diminuir a rejeição do presidente e exaltar as ações de governo, o Palácio do Planalto preparou uma série de ações de comunicação para amanhã, que inclui o lançamento de uma nova estratégia de comunicação digital. Além disso, Temer comandará na data uma reunião ministerial, na qual todos os ministros deverão apresentar balanços das ações nas pastas.

Os novos canais digitais terão como objetivo, segundo interlocutores do presidente, fazer uma comunicação mais direta, eficiente, e segmentada. Serão quatro novos canais, que terão conteúdo distribuído prioritariamente no Facebook e no Twitter. Um deles será focado na rotina do Planalto, com divulgação de agendas do presidente e vídeos de ministros. Um segundo canal terá como foco a economia. A ideia é destacar o que o governo considera "boas notícias" da área. Haverá ainda um canal voltado para as ações políticas e um último canal com serviços.

Junto com as plataformas será lançado um vídeo no qual será passada a mensagem de que o país do futuro precisa ser construído "agora", termo que batiza os canais. O objetivo é mostrar que o presidente está trabalhando "agora" para garantir um futuro melhor para o País.

Reunião aberta

A marca de um ano de governo Temer vai ser exaltada pelo Planalto, que pediu que pastas e áreas internas fizessem o balanço de suas ações para divulgação. Amanhã, às 10 horas, Temer comandará uma reunião ministerial e terá sua fala aberta à imprensa. Há a previsão que os ministros também apresentem, em falas de dois a três minutos, os principais feitos de suas respectivas pastas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos