Temer enfatizou que Brasil está ao lado do povo venezuelano, diz porta-voz

Carla Araújo

Brasília

Após reunião com Antonieta López e Lilian Tintori, respectivamente mãe e esposa de Leopoldo López, líder de oposição na Venezuela preso desde 2014, o presidente Michel Temer disse, por meio de seu porta-voz Alexandre Parola, que o Brasil está ao lado do povo venezuelano.

"O presidente ressaltou a firme posição do Brasil de apoio à democracia e aos direitos humanos na Venezuela, país ao qual estamos unidos por vínculos de fraternal amizade. Insistiu ser fundamental pôr fim a prisões políticas, garantir as liberdades individuais, respeitar a independência dos Poderes, e definir e cumprir calendário eleitoral", disse o porta-voz.

Na mensagem, lida nesta quinta-feira, 11, no Palácio do Planalto, Parola afirmou que Temer reiterou "a especial preocupação do Governo brasileiro com a situação na Venezuela e reafirmou estar o Brasil pronto a prestar ajuda humanitária ao país". "O Presidente observou, ainda, que o Governo brasileiro mantém contatos regulares com outros Governos, particularmente na região, sobre os desdobramentos na Venezuela", afirmou.

Parola informou ainda que antes do encontro com as venezuelanas, Temer recebeu chamada telefônica do presidente da Argentina, Mauricio Macri, com quem tratou sobre a situação da Venezuela. No fim da mensagem, o porta-voz disse ainda que Temer desejou que o líder venezuelano Leopoldo López "logo esteja no convívio de sua família, em clima de harmonia e liberdade na Venezuela".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos