PM do PR diz que gastou R$ 110 mil com operação para depoimento de Lula

Daniel Weterman

São Paulo

  • Daniel Derevecki/Foto Arena/Estadão Conteúdo

    1,7 mil policiais militares participaram da operação

    1,7 mil policiais militares participaram da operação

O governo do Paraná gastou R$ 110 mil para bancar o custo logístico da Polícia Militar (PM) durante a operação de segurança organizada para o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Justiça Federal, em Curitiba, na semana passada. O petista foi interrogado pelo juiz Sergio Moro no último dia 10, em uma das ações penais em que é réu na Operação Lava Jato.

Do dia 6 ao dia 10 de maio, 1,7 mil militares estaduais participaram da operação, que teve apoio da Prefeitura de Curitiba e do Exército. As informações foram divulgadas pela Polícia Militar em resposta a um pedido de informação feito pelo deputado estadual Tadeu Veneri (PT), líder da oposição ao governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa do Paraná.

A Polícia informou ainda que realizou patrulhamento aéreo específico para a operação e que, somadas às atividades ordinárias de policiamento, realizou um total de 16 horas de voo nos cinco dias.

O custo de cada hora/voo foi de R$ 2,5 mil para o controle de área e apoio às equipes de terra, disse a PM, o que totaliza um gasto de R$ 40 mil com a atividade aérea.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos