"Enquanto eu for prefeito, não vai ter mais Cracolândia", afirma Doria

Juliana Diógenes

São Paulo

  • Paulo Whitaker/Reuters

    21.mai.2017 - Moradora da cracolândia observa movimentação de policiais durante operação de combate ao tráfico

    21.mai.2017 - Moradora da cracolândia observa movimentação de policiais durante operação de combate ao tráfico

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira, 22, que a Cracolândia não voltará a existir na região da Luz, no centro da capital paulista. Segundo ele, as ações para coibir o uso de drogas na região serão contínuas e perpetuadas durante a sua gestão.

"Não volta mais, não volta mais. Pode afirmar, pode duvidar, mas pode ter certeza, enquanto eu for prefeito de São Paulo, a Cracolândia não vai mais existir. Ali, a partir de agora, é um espaço reconquistado pela cidade, pela cidadania e pelos habitantes que poderão circular com segurança", disse o prefeito.

Doria afirmou ainda que vai manter permanentemente as ações na região, com o uso de câmeras de monitoramento móveis e fixas. Também disse que a Prefeitura já iniciou a instalação de tapumes e demolição de hotéis da Cracolândia - alguns deles foram emparedados com tijolos de concreto.

"O próximo passo será a derrubada e a implantação de moradias dos programas Casa Paulista e Casa da Família, um CEU (Centro de Educacional Unificado), uma creche e uma UBS (Unidade Básica de Saúde)", disse.

Doria afirmou também que o programa Redenção fará ações "em breve" em pequenas cracolândias na Vila Nova Ceagesp, na zona oeste, Radial Leste, na zona leste, e Roberto Marinho, na zona sul, onde há atuação do pequeno tráfico, segundo o prefeito tucano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos