Ministério Público vai apurar revistas feitas por GCMs

Luiz Fernando Toledo

São Paulo

O Ministério Público de São Paulo vai instaurar inquérito civil para investigar a atuação da Guarda Civil Metropolitana (GCM). O promotor Arthur Pinto Filho, da Promotoria de Saúde Pública, disse que recebeu denúncias de que os guardas-civis estavam verificando pessoas que circulavam na região da Cracolândia e revistando bolsas. A cena foi vista ontem pelo Estado, na Rua Helvétia.

"Isso não é trabalho da GCM. Vamos baixar um inquérito civil público junto à Defensoria Pública para recolher provas de desvio de função e verificar se essa ordem partiu do Comando da Guarda, que será responsabilizado", disse. Procurada, a Secretaria de Segurança Urbana afirmou que a diretriz para ações da GCM é dada "estritamente de acordo com o Estatuto Geral das Guardas Municipais" e está à disposição para esclarecimentos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos