'Estamos com 1,3 mil integrantes empregados', diz comandante do Exército

Daniel Weterman

São Paulo

O comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo da Costa Villas Bôas, informou que 1,3 mil integrantes do Exército estão empregados na ação das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem em Brasília nesta quarta-feira, 24. O general esclareceu que os militares estão atuando na proteção aos prédios e às instalações públicas, e não no contato com manifestantes.

"Essas forças foram empregadas como linha de contenção, de proteção, aos prédios, às instalações, mas a polícia se mostrou capaz e acabou contendo. Houve uma dispersão, pelo menos momentânea, dos manifestantes", afirmou o comandante, em entrevista coletiva após participar de um evento na Fundação Fernando Henrique Cardoso, em São Paulo.

O militar informou que o decreto editado pelo presidente Michel Temer determina a vigência de 7 dias e é preciso aguardar para verificar a necessidade de novas ações. "A escalada da violência determina a evolução progressiva da nossa atuação e, para isso, estamos acompanhando", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos