Parques de São Paulo ganham usina solar

São Paulo

Os parques paulistas começaram a ser abastecidos por energia solar. O fornecimento foi implementado no início do mês no Villa-Lobos e no Cândido Portinari, e ontem o governador Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou a primeira usina solar do País em um parque público.

"Com a energia fotovoltaica aqui no estacionamento, vamos economizar cerca de R$ 270 mil por ano em contas de energia dos parques", afirmou Alckmin. O projeto da Secretaria de Energia e Mineração foi executado pela Companhia Energética de São Paulo (Cesp), com supervisão da Secretaria do Meio Ambiente. O investimento é de R$ 17 milhões e teve apoio de parceiros privados, por meio do programa de pesquisa e desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O sistema tem como base uma minicentral fotovoltaica de 531 quilowatts-pico (kWp), em um bolsão do estacionamento do Parque Cândido Portinari, onde 2.095 módulos fotovoltaicos realizam a cobertura de 264 vagas. Além disso, foram instaladas uma estação solarimétrica, uma microcentral de 9 kWp e 40 postes que geram a própria luz.

Somados, Villa-Lobos e Cândido Portinari consomem, mensalmente, cerca de 55 MWh, o que representa um custo anual de aproximadamente R$ 390 mil. Mesmo com essa produção, o conjunto continuará conectado à rede de fornecimento da AES Eletropaulo. No momento em que não houver a produção de energia, seja no horário noturno ou em dias com forte nebulosidade, os parques serão abastecidos pela eletricidade da rede, em sistema de compensação de energia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos