PUBLICIDADE
Topo

Parques de São Paulo ganham usina solar

São Paulo

27/05/2017 09h34

Os parques paulistas começaram a ser abastecidos por energia solar. O fornecimento foi implementado no início do mês no Villa-Lobos e no Cândido Portinari, e ontem o governador Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou a primeira usina solar do País em um parque público.

"Com a energia fotovoltaica aqui no estacionamento, vamos economizar cerca de R$ 270 mil por ano em contas de energia dos parques", afirmou Alckmin. O projeto da Secretaria de Energia e Mineração foi executado pela Companhia Energética de São Paulo (Cesp), com supervisão da Secretaria do Meio Ambiente. O investimento é de R$ 17 milhões e teve apoio de parceiros privados, por meio do programa de pesquisa e desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O sistema tem como base uma minicentral fotovoltaica de 531 quilowatts-pico (kWp), em um bolsão do estacionamento do Parque Cândido Portinari, onde 2.095 módulos fotovoltaicos realizam a cobertura de 264 vagas. Além disso, foram instaladas uma estação solarimétrica, uma microcentral de 9 kWp e 40 postes que geram a própria luz.

Somados, Villa-Lobos e Cândido Portinari consomem, mensalmente, cerca de 55 MWh, o que representa um custo anual de aproximadamente R$ 390 mil. Mesmo com essa produção, o conjunto continuará conectado à rede de fornecimento da AES Eletropaulo. No momento em que não houver a produção de energia, seja no horário noturno ou em dias com forte nebulosidade, os parques serão abastecidos pela eletricidade da rede, em sistema de compensação de energia.