Merkel faz duras críticas a Trump por decisão de retirar EUA do Acordo de Paris

Berlim

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, fez duras críticas hoje ao presidente americano, Donald Trump, por sua decisão de retirar os EUA do acordo climático de Paris, classificando o pacto que tem o objetivo de conter o aquecimento global como fundamental para proteger o planeta.

A decisão dos EUA é "profundamente lamentável, e eu estou realmente me contendo", disse Merkel a repórteres. "Precisamos do Acordo de Paris para preservar nossa criação. Nada poderá ou irá nos impedir".

Ontem, Trump anunciou que os EUA deixarão o Acordo de Paris e iniciarão negociações para voltar ao pacto sob novas condições ou elaborar um novo acordo que seja mais "justo" para o país e seus trabalhadores.

Merkel, porém, deixou claro que Trump enfrentará resistência de outros países.

Segundo a chanceler alemã, a Europa e o mundo ficarão "mais determinados do que nunca" em combinar forças "para lidar com o grande desafio da humanidade - a mudança do clima - e superá-lo de forma bem-sucedida".

Merkel, o presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, conversaram por telefone após o anuncio de Trump ontem. Em comunicado conjunto, os três lideres disseram que o acordo é irreversível e que se opõem a renegociações.

Os EUA são o segundo maior país emissor de gás carbônico, depois da China.

Pelo Acordo de Paris original, mais de 190 países se comprometeram a reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa, numa tentativa de combater mudanças climáticas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos