Não se pode comprometer economia com decisões precipitadas, diz Doria sobre Temer

Francisco Carlos de Assis

São Paulo

O prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB-SP), disse nesta segunda-feira, 5, que após três anos de recessão no País, a economia começa a mostrar seus "primeiros insumos de oxigênio" e que isso não pode ser contaminado por temas políticos. Doria participa de evento sobre saúde, organizado pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em um hotel da zona sul da capital paulista.

Ele fez a afirmação ao ser indagado sobre se o PSDB permanecerá ou não na base de apoio do governo Temer. "Um País que tem 14 milhões de desempregados, mais sete milhões de subempregados e mais uma população com uma renda muito baixa precisa ter cuidado ao tratar desse assunto para não contaminar a economia com um tema da política", disse o prefeito.

"Depois de três anos de recessão estamos tendo os primeiros insumos de oxigênio na economia. Não se pode comprometer isso com decisões precipitadas", reiterou Doria, acrescentando que o momento exige que se cuide da economia. Perguntado sobre qual é seu entendimento de cuidado, o tucano disse: "Eu respeito a lei. Que as investigações prossigam. O que não pode é precipitar julgamentos e tomar decisões antes do que a própria lei (determinar)".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos