Julgamento no TSE será retomado na manhã desta quarta

Breno Pires e Isadora Peron

Brasília

A retomada do julgamento da chapa Dilma-Temer estava prevista para as 9h desta quarta-feira, 7, mas pode atrasar, como é de costume nas sessões matinais do TSE, entre 15 a 30 minutos. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) continuarão a discutir as questões preliminares trazidas pelas defesas de Dilma e de Temer, após na noite de ontem haver sido superada as fases de leitura de relatório, sustentações orais e quatro preliminares terem sido rejeitadas pelo plenário.

A discussão mais importante que deve acontecer nesta manhã é sobre a preliminar que define se os depoimentos de delatores da Odebrecht e os do casal de publicitários João Santana e Mônica Moura devem ter validade no processo. As defesas de Temer e de Dilma sustentam que é incabível o uso dos delatores como provas porque excederia o objeto inicial da acusação, feita pelo PSDB, logo após a eleição de 2014.

Na chegada nesta quarta-feira, os advogados de Temer e de Dilma falaram sobre esta preliminar, na qual apostam fichas.

O relator, ministro Herman Benjamin, disse que essa preliminar está ligada ao mérito da ação, "como irmãs siamesas". As revelações feitas pela Odebrecht são consideradas por ministros e advogados como as mais graves, que implicam a chapa como um todo - e, portanto, perigosas ao presidente Temer, que pode ser afastado do cargo.

O movimento no TSE é menor na manhã desta quarta do que na noite da terça-feira, quando o auditório estava lotado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos