No TSE, Herman começa a ler mérito do seu voto

Renan Truffi, Isadora Peron e Anne Warth

Brasília

O ministro Herman Benjamin começou a ler o mérito do seu voto e sinalizou que deve votar pela cassação da chapa Dilma-Temer. Relator do processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro diz que vai tratar de gastos ilícitos, em menção às denúncias de uso de caixa 2 de campanha em 2014.

Herman diz que afasta, em seu parecer, três imputações "diversas" por abuso de poder econômico. Ele criticou ainda o fato do processo não ter andando na Corte. "Eu me sinto até constrangido em dizer onde e como esse processo não andou. Não foi na minha mão", criticou.

O presidente do TSE, Gilmar Mendes, rebateu a acusação. "O senhor não tem nenhuma responsabilidade sobre isso".

Nesta quinta-feira, 8, a terceira sessão do julgamento da chapa Dilma-Temer nas eleições de 2014, quatro dos sete dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já sinalizaram que não vão incorporar as delações da Odebrecht em seus votos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos