J&F diz que operação de compra e venda de moedas, ações e títulos segue leis

Gustavo Porto

Ribeirão Preto

A J&F, holding controladora da JBS, divulgou nota na qual informa que na operação da Polícia Federal (PF), batizada de Tendão de Aquiles, realizada na sede das empresas, em São Paulo (SP), foram entregues documentos e materiais solicitados e que "a companhia segue colaborando e está à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos necessários".

A operação investiga ganhos da holding e da JBS em operações de dólar, títulos e ainda ações em operações feitas antes da divulgação da gravação do empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer e da delação premiada dele, do irmão Wesley Batista e de executivos da JBS, as quais trouxeram forte volatilidade ao mercado.

Sobre esse assunto, a companhia repetiu a informação dada anteriormente, quando começou a ser investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na qual relata que "todas as operações de compra e venda de moedas, ações e títulos realizadas pela J&F, suas subsidiárias e seus controladores seguem as leis que regulamentam tais transações".

Sobre as operações de câmbio, "a JBS esclarece que gerencia de forma minuciosa e diária a sua exposição cambial e de commodities. A empresa tem como política a utilização de instrumentos de proteção financeira visando, exclusivamente, minimizar os seus riscos cambiais", conclui o documento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos