Operação Lava Jato

Gilmar Mendes ameaça todo combate à corrupção, diz procurador da Lava Jato

Daniel Weterman

São Paulo

  • Divulgação

    Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador regional da República

    Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador regional da República

Os comentários do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, criticando a atuação do Ministério Público e do Judiciário repercutiram na força-tarefa da Operação Lava Jato. O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, do Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR), usou as redes sociais para dizer que o ministro ameaça o combate à corrupção e quer impedir o MP de investigar.

"Gilmar Mendes ameaça todo combate à corrupção de retrocesso. Quer impedir o Ministério Público de investigar. Quer impedir a execução da pena após a decisão de 2º grau. Precisamos resistir e fazer valer as leis e a Constituição, e não a vontade de déspotas pouco esclarecidos", escreveu o procurador em seu perfil no Facebook.

O comentário de Lima foi feito em resposta a uma entrevista de Gilmar Mendes para o Jornal do Commercio publicada nesta segunda-feira, 19. Na publicação, o ministro afirmou que o Brasil "produziu uma geringonça" e uma série de anomalias com "um Judiciário hipertrofiado, um Ministério Público hipertrofiado".

Já em palestra durante seminário do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), em Pernambuco, Mendes criticou o que chamou de "abuso" em investigações e falou que "expandiu-se demais a investigação, além dos limites". Comentando as declarações do ministro, o procurador devolveu: "Quando Gilmar Mendes fala contra a Operação Lava Jato, tenho a certeza que ela está no caminho certo."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos