Cabral desiste de pedir novo depoimento de Pezão

Mariana Sallowicz

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral desistiu de pedir um novo depoimento do atual governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), em sua defesa. Pezão iria à audiência do processo relativo à Operação Mascate, desdobramento da Calicute, na próxima quarta-feira, 21.

Em documento entregue nesta segunda-feira, 19, por seus advogados, Cabral solicita que seja compartilhado o depoimento de Pezão na Operação Calicute, que o levou à prisão em novembro do ano passado. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitou o pedido.

A operação Mascate foi deflagrada em fevereiro de 2017. O ex-governador, o ex-assessor da Casa Civil do Governo do Rio de Janeiro Ary Filho e Carlos Miranda, apontado como um dos operadores financeiros do esquema, foram denunciados pelo crime de lavagem de dinheiro. Ary Filho também foi denunciado por integrar organização criminosa.

Segundo a denúncia, os três usaram formas distintas para promover a lavagem de ativos em 148 oportunidades. Os crimes foram descobertos a partir de uma delação premiada. Foram apresentadas provas de movimentações de R$ 10 milhões feitas entre 30 de agosto de 2007 e 28 de setembro de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos