Engevix diz que discorda do TCU e que recorrerá para salvaguardar seu interesse

Fátima Laranjeira

São Paulo

A Engevix distribuiu nota nesta quarta-feira, 28, dizendo que respeita a decisão do Tribunal de Contas da União, mas discorda de suas conclusões. Hoje o TCU declarou a inidoneidade da Engevix, por conta de irregularidades cometidas pela empresa em contratos firmados com a Eletronuclear, nas obras da usina de Angra 3, em construção no Rio de Janeiro.

A Engevix reafirma que "jamais participou de cartel ou de qualquer ilicitude em procedimentos licitatórios no âmbito da Eletronuclear ou em qualquer procedimento administrativo, o que ficou amplamente demonstrado na prova produzida pela investigação criminal".

"Em razão de não ter sido concedido prazo para estudo e defesa no processo, a Engevix se viu impedida de demonstrar seus argumentos. Diante de tal situação, a empresa tomará as medidas legais e adotará as soluções jurídicas para salvaguardar seus interesses e restabelecer com brevidade seus direitos. Isso será feito assim que as vistas dos autos sejam concedidas para que a empresa possa exercer sua defesa."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos