Pezão diz que conversou com Meirelles e Maia sobre nova versão de lei do teto

Vinicius Neder

Rio de Janeiro

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), afirmou que conversou na noite desta quarta-feira, 28, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre uma terceira versão da lei estadual de controle de gastos. O teto nos gastos é a última contrapartida que falta para o Estado do Rio assinar o plano de recuperação fiscal com a União.

Após resistências da base do governo na Assembleia Legislativa (Alerj), Pezão mandou na terça-feira, 27, uma segunda versão do projeto de lei, propondo usar 2015 como base para os tetos orçamentários. Essa segunda proposta, em discussão nesta quinta-feira, 29, na Alerj, prevê que o teto seja o orçamento de 2015 reajustado por 10,67%. Pezão disse que a negociação com o governo federal poderá elevar o reajuste para em torno de 15%.

"Fizemos tudo o que o governo federal pediu", disse Pezão ao deixar um evento público no Rio.

O governador disse que espera assinar o plano de recuperação com a União para colocar os salários em dia. Pezão pediu desculpas pelos atrasos nos pagamentos e lembrou que ele mesmo não recebeu todo o salário de abril.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos