Manifestantes fecham um sentido da Avenida Paulista em protesto contra Temer

Caio Rinaldi

São Paulo

A Avenida Paulista, em São Paulo, ficou com o fluxo interrompido por cerca de duas horas no sentido Paraíso na noite desta segunda-feira (10), informou a assessoria de imprensa da Polícia Militar, em função de uma manifestação contra a permanência de Michel Temer na Presidência da República e a reforma trabalhista.

O protesto convocado pela frente Povo Sem Medo acontecia no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), quando, por volta das 19h50, o grupo passou a ocupar todas as pistas da avenida no sentido da Zona Sul. Objetos foram incendiados e os bombeiros foram chamados para conter as chamas.

O grupo informou à Polícia Militar que pretendia seguir em caminhada até o diretório do PMDB na capital paulista, localizado na Rua Manuel da Nóbrega, no bairro do Paraíso, mas foi dispersado pelos policiais.

Há pouco, os manifestantes já haviam deixado a Avenida Paulista, mas o fluxo de veículos ainda estava interrompido, enquanto os bombeiros continham pequenos focos de incêndio na pista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos