Morales e Maduro prestam solidariedade a Lula nas redes sociais

Elisa Clavery

Dois presidentes latino-americanos apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Evo Morales, da Bolívia, e Nicolás Maduro, da Venezuela, usaram as redes sociais para prestar solidariedade ao petista, condenado nesta quarta-feira, 12, a 9 anos e meio de prisão pelo juiz Sérgio Moro. Morales ofereceu seu apoio ao "irmão Lula da Silva" e chamou de "golpe judicial" a sentença do magistrado.

"Um golpe judicial para o irmão Lula, potencial candidato que garantiu a vitória do povo brasileiro. Toda nossa solidariedade", escreveu o presidente boliviano no Twitter. "Querem proibir o irmão Lula, a oligarquia brasileira tem medo de sua liderança e presença na Pátria Grande", disse ainda, usando a hashtag #LulaInocente.

Morales falou ainda em "caça às bruxas" e disse que o apoio do povo será bem sucedido.

Uma das postagens de Morales chegou a ser compartilhada por Maduro. Após a notícia da sentença, o presidente venezuelano compartilhou algumas postagens favoráveis ao petista, inclusive um tweet da ex-presidente Dilma Rousseff, que diz que "Lula é inocente".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos