Tadeu Alencar (PSB) obedece orientação da executiva e prega voto pela denúncia

Renan Truffi, Daiene Cardoso, Julia Lindner

Brasília

O deputado Tadeu Alencar (PSB-PE) anunciou que o PSB, legenda com quatro membros titulares na CCJ, vai orientar voto favorável ao prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer. "Não aceitar a denúncia significa que estaríamos interditando o presidente quando pairam tantos indícios contra o cargo mais importante do País. Em respeito ao Brasil, nós orientamos o voto sim ao relatório", explicou.

Apesar da orientação, o deputado Danilo Forte (PSB-CE) pediu a palavra para discordar da orientação da própria legenda e falar em nome da líder do partido na Câmara, deputada Tereza Cristina (PSB-MS), que também é contra essa orientação.

"Essa falta de provas faz com que tenhamos a preocupação de trazer um novo debate, a necessidade de construir um novo código de processo penal", justificou Danilo Forte. "Diante disso, eu e o deputado Fabio Garcia (PSB-MS) votaremos contra".

A discordância expõe o cabo de guerra entre a direção do partido e a liderança da bancada na Câmara. Enquanto o presidente do PSB, Carlos Siqueira, é a favor da admissibilidade da denúncia, a líder da Câmara do partido é contra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos