Estudantes protestam na Paulista contra cortes no Passe Livre

Paulo Beraldo

Manifestantes fecharam a Avenida Paulista, na altura do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na noite desta terça-feira, 18, para protestar contra os cortes do prefeito João Doria (PSDB) no Passe Livre Estudantil.

Os estudantes caminharam desde a Praça do Ciclista até o museu. Eles entoavam gritos como: "Transporte não é mercadoria!", "Não, não, à privatização, eu quero Passe Livre para a educação" e "Se o passe reduzir, Doria vai cair". Havia ainda faixas e cartazes afirmando que o "passe livre fica" e que "direitos não podem ser leiloados".

Por volta das 19h, a Avenida Paulista ficou fechada nos dois sentidos. Depois, os estudantes foram para a Avenida 9 de Julho, que também foi interditada no sentido centro. Os estudantes seguem para a prefeitura.

A partir de 1º de agosto, os estudantes vão poder realizar quatro viagens durante duas horas e, em outro período do dia, mais quatro viagens em duas horas. Antes, era possível fazer oito viagens sem restrição de horários. A mudança foi publicada no Diário Oficial da cidade no último dia 8 de julho.

Na ocasião, a Secretaria de Transporte afirmou esperar uma economia de R$ 70 milhões até o final de 2017 com a medida. O argumento é de que muitos usavam o passe livre para outros fins. "

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos