Prefeito de cidade da Grande BH é preso acusado de pedofilia

Leonardo Augusto, especial para o Estado

Belo Horizonte

O prefeito de Baldim, na Grande Belo Horizonte, José Antônio Trindade, conhecido como Zito (PT), foi preso nesta segunda-feira, 24, acusado de pedofilia. O pedido de prisão foi feito pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG).

Segundo as investigações do MP, representação contra Zito "trazia relatos de que o prefeito teria trocado mensagens de cunho pornográfico com um adolescente de 16 anos, utilizando, inclusive, aparelho celular de propriedade da prefeitura".

Pelo uso de aparelho da prefeitura, Zito é acusado também de utilização indevida de bem público. A prisão foi determinada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), que acatou também pedido de mandado de busca e apreensão na casa e no gabinete do prefeito. Foram recolhidos computadores e telefones celulares.

Depoimento do adolescente confirmou a representação contra o prefeito. Segundo o secretário de Comunicação de Baldim, Luciano Franco, o prefeito foi preso por "questões de natureza pessoal".

O secretário disse ainda que o advogado de Zito não teve acesso aos autos do processo, o que deve ocorrer nesta terça-feira, 25.

Com a prisão de Zito, o vice-prefeito de Baldim, Alex Vander Martins (PT), assumiu o governo do município.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos