Aprovação de Temer cai para 5% entre março e julho, segundo Ibope

Julia Lindner

Brasília

A aprovação do governo do presidente Michel Temer caiu de 10% para 5% entre março e julho deste ano, segundo pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quinta-feira, 27.

Já a avaliação negativa do governo aumentou para 70%. No levantamento anterior, divulgado há cerca de quatro meses, o porcentual dos que avaliavam o governo como ruim ou péssimo era de 55%.

A parcela que considera o governo regular caiu para 21% em março, ante 31% na última pesquisa. Os que não souberam ou não responderam sobre a avaliação do governo representaram 3% dos entrevistados.

A aprovação pessoal do presidente também piorou. Na pesquisa divulgada nesta quinta, 83% dos entrevistados disseram desaprovar a maneira de Temer governar. Em março, esse porcentual era de 73%. Já os brasileiros que aprovam o jeito do presidente de administrar o País caíram de 20% para 11% de março para julho. Outros 5% não sabem ou não responderam essa questão.

A confiança da população no presidente também diminuiu. Agora, 10% dos entrevistados disseram confiar em Temer. Em março, este número era de 17%. Ao mesmo tempo, o porcentual dos que não confiam no presidente aumentou de 79% para 87% entre as duas pesquisas. Os que não sabem ou não responderam essa questão foram 3%.

A pesquisa foi realizada de 13 a 16 de julho deste ano. O levantamento ouviu 2 mil pessoas em 125 municípios. A margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos