Tropa de choque de Temer foca atenção em 100 deputados

Renan Truffi

Brasília

  • AP Photo/Leo Correa

Na véspera da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer no Congresso Nacional, a base aliada do governo vai priorizar sua atuação em 100 deputados que estão indecisos ou são a favor do prosseguimento do pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). A informação é do vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado Beto Mansur (PRB-SP).

Segundo Mansur, os integrantes da tropa de choque vão usar o último dia para ligar para esse número de deputados com o objetivo de convencê-los a rejeitar a denúncia. A estimativa é que o governo tenha, até o momento, 280 votos contrários ao pedido da PGR. "Tem uma série de parlamentares que estavam no recesso e estamos ligando. Esse trabalho vai ser feito até a hora da votação. Temos o nome dos parlamentares (indecisos ou a favor) e vamos buscar o convencimento da inutilidade dessa denúncia", disse.

Mansur afirmou que a base aliada poderá pedir o encerramento da discussão quando o quórum da votação estiver em 257 deputados. Os apoiadores do governo só farão isso, no entanto, quando aproximadamente 320 parlamentares tiverem registrado presença no painel eletrônico.

A explicação é que o governo não quer criar um "hiato" grande entre o pedido de encerramento de discussão e o instante em que a Câmara atingir o quórum mínimo para votação, que será de 342 deputados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos