Câmara alcança quórum mínimo para votar denúncia

Julia Lindner e Eduardo Rodrigues

Brasília

O ritmo da sessão de votação da denúncia contra o presidente Michel Temer está mais célere do que os próprios governistas esperavam e pegou os oposicionistas de surpresa. Por volta das 12h40, os deputados aprovaram por 292 votos a 20 um requerimento para encerrar a fase de discussão. Houve somente duas abstenções. O quórum de votação do requerimento foi de 315 presentes. No momento da votação do acolhimento da denúncia, é preciso haver quórum mínimo de 342 deputados.

Após a aprovação do requerimento para encerrar as discussões, que poderiam se estender por toda a tarde, os deputados poderão dar início aos encaminhamentos para votação mais cedo. Antes disso, no entanto, outros requerimentos apresentados à Mesa Diretora terão que ser analisados.

Depois, os governistas querem que o advogado de Temer, Antonio Claudio Mariz, fale novamente por cerca de dez minutos em defesa do peemedebista. Em seguida, os líderes farão os encaminhamentos sobre a votação com orientações aos partidos.

Às 13h15, havia 443 deputados na Casa e 386 presentes no plenário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos