Em dia de votação de denúncia contra Temer, Esplanada segue ritmo comum

André Borges

Brasília

Em dia decisivo de votação pela Câmara dos Deputados sobre o futuro do presidente do Brasil, a Esplanada dos Ministérios segue em ritmo absolutamente comum, sem qualquer sinal de manifestantes. O que se vê na manhã desta quarta-feira, 2, no entorno do Congresso são mobilizações de alguns poucos policiais e de carros de emissoras de TV, sem a necessidade de se fazer nenhum tipo de bloqueio no fluxo de quem passa pelo local.

Diferentemente do que se viu em outras datas de mobilizações e votações importantes em Brasília, a polícia nem sequer adotou a estratégia de espalhar alambrados de aço em volta do gramado do Congresso, como vinha fazendo em ocasiões de decisões como a de hoje, quando se avalia a denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer, o primeiro presidente da República a ser alvo de acusação formal por um crime comum durante o exercício do mandato.

As tradicionais concentrações de manifestantes nas proximidades da rodoviária central da cidade e da Biblioteca Nacional também não deram sinais até o momento. Não há registros de bloqueios no trânsito ou qualquer tipo de paralisação no entorno da capital federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos