Rodrigo Maia: ninguém poderá questionar o rito da votação da denúncia

Eduardo Rodrigues e Júlia Lindner

Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), entrou no plenário da Casa e disse, ao passar pelo Salão Verde, que "ninguém poderá questionar o rito" da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer, esperada para esta quarta-feira, 2. Maia reafirmou que foi ele quem determinou que a votação só comece quando houver um quórum mínimo de 342 deputados no plenário.

"Essa era uma dúvida que o próprio governo tinha e agora, até mesmo a oposição está se valendo deste número para fazer a sua obstrução. Ninguém poderá questionar o rito da votação de hoje", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos