Organizadores lamentam baixa adesão em atos contra Temer

Gilberto Amendola

São Paulo

  • KEVIN DAVID/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Grupo protesta em frente ao escritório da Presidência da República, na avenida Paulista, centro de São Paulo

    Grupo protesta em frente ao escritório da Presidência da República, na avenida Paulista, centro de São Paulo

As principais entidades que organizaram protestos pedindo o afastamento do presidente Michel Temer fizeram protestos em São Paulo e nas principais capitais brasileiras, considerados esvaziados até pelos próprios organizadores.

"Fizemos atos nas principais capitais mas elas foram pequenas. O ideal é que houvesse mais gente, mas ao menos conseguimos marcar a luta nesse dia", disse Raimundo Bonfim, coordenador da Central de Movimentos Populares (CNP) e da Frente Brasil Popular, coletivo que organiza os principais protestos pelo afastamento do presidente Michel Temer.

Durante a tarde e a noite, cerca de 100 pessoas se reuniram na Avenida Paulista, em frente ao escritório da Presidência da República, para acompanhar a votação em duas TV's instaladas no local. "Ainda esperamos que outras denúncias possam terminar em afastamento", completou. Bonfim informou ainda que a Frente Brasil Popular vai organizar um calendário de manifestações que deve tomar todo o mês de agosto.

O advogado Éverton Sodario, simpatizante do deputado Jair Bolsonaro gritou palavras de ordem a favor de Temer e do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e causou um princípio de tumulto. Houve um breve empurra-empurra e um policial chegou a jogar gás de pimenta para dispersar. O advogado acabou sendo retirado pela polícia.

Pela manhã, a Frente Povo Sem Medo fechou as principais rodovias de São Paulo (Anchieta, Presidente Dutra, Regis Bittencourt e a avenida M'Boi Mirim, capital), queimando pneus. Em Fortaleza (CE), cerca de 60 manifestantes, segundo a Polícia Militar impediram o acesso a um trecho do 4º Anel Viário, na rodovia BR-222. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos