Polícia de Maringá prende mulher envolvida em furto milionário

Julio Cesar Lima, especial para O Estado

Curitiba

A Delegacia de Furtos e Roubos de Maringá prendeu no último sábado, 5, Elaine Campos Pereira, de 27 anos, mulher de Ederson Marcos da Silva, de 30, considerado um dos líderes da quadrilha que furtou a loja Rio Náutica no último dia 30 e deixou prejuízo avaliado em R$ 1 milhão. Ederson continua foragido.

A polícia chegou até Elaine por meio de câmeras de segurança nas praças de pedágios em Ponta Grossa e Mandaguari, utilizadas para checar a placa da picape Ford que levantou suspeitas por transportar jet skies e quadriciclos.

A dona da caminhonete foi identificada como mãe de Elaine. Após monitoramento na casa do casal, Elaine foi detida. Contra ela já pesava um mandado de prisão por tráfico de drogas.

O investigador Everaldo Fernandes disse à imprensa local "que ela agiu indiretamente, pois deixou que objetos furtados fossem colocados em sua casa".

Ederson, segundo a polícia, usa cinco documentos falsos e tem sete mandados de prisão contra ele por furto de veículos, latrocínio, furto de caixa eletrônico, roubo a bancos e ajuda em libertação de presos em Santa Catarina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos