Michel Temer afirma que fechamento de museu em Belém é inadmissível

Aline Bronzati

São Paulo

O presidente Michel Temer afirmou neste sábado (2), por meio de sua conta no Twitter, que o museu Emílio Goeldi, em Belém (PA), não será fechado. "Acabei de saber que falam do fechamento do museu Emílio Goeldi. Isso é inadmissível. Vamos garantir recursos para custeio do museu em Belém", disse.

Temer, que está em viagem à China, foi informado sobre o possível fechamento do museu pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. "O governo não medirá esforços para resolver essa questão", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos