Ilhas no Caribe registram estragos pela passagem do furacão Irma

St. John's, Antígua

O primeiro-ministro de Antígua e Barbuda, Gaston Browne, disse que o país formado por duas ilhas sofreu estragos com a passagem do furacão Irma. Em comunicado, porém, Browne disse que não havia registro de mortes em Antígua.

A autoridade afirmou que os relatos preliminares tampouco indicavam mortes em Barbuda, apesar dos relatos de danos em prédios e da queda de árvores. O premiê disse que pretende visitar Barbuda assim que possível. Segundo ele, o aeroporto local será reaberto às 14h (hora local).

O furacão Irma danificou telhados e prejudicou todo o fornecimento de eletricidade nas ilhas francesas de São Martinho e São Bartolomeu. A França reservou aviões e já enviou ajuda alimentar emergencial.

A autoridade regional de Guadalupe e das ilhas vizinhas afirmaram em comunicado nesta quarta-feira que o corpo de bombeiros de São Bartolomeu está inundado por 1 metro de água. Com isso, não é possível movimentar veículos de resgate no local. A ilha sofre ainda um blecaute total.

A eletricidade está parcialmente interrompida na ilha maior de Guadalupe. A ministra francesa para os territórios ultramarinos, Annick Girardin, mostrou-se preocupada com "certo número de compatriotas que infelizmente não querem ouvir às medidas de proteção e ir para áreas mais seguras". "Nós estamos nos preparando para o pior", comentou a ministra.

Nos Estados Unidos, o Aeroporto Internacional de Key West, no sul da Flórida, preparava-se para fechar, conforme o furacão Irma se aproximava. As chegadas seriam interrompidas em breve, mas as partidas continuariam até que as condições de clima permitissem isso. Os voos gerais internacionais, de qualquer modo, seriam interrompidos na tarde desta quarta-feira, segundo autoridades.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que o governo está atento ao furacão Irma. "O furacão parece o maior já registrado no Atlântico!", escreveu ele no Twitter. De fato, meteorologistas já informaram que Irma é o mais poderoso furacão já registrado no Oceano Atlântico na história.

O furacão pode seguir por Porto Rico, pela República Dominicana, pelo Haiti e por Cuba, antes de possivelmente atingir a Flórida no fim de semana. Trump decretou estado de emergência na Flórida, em Porto Rico e nas Ilhas Virgens Americanas. Fonte: Associated Press.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos