Pezão agradece Temer e Maia por acordo para o Rio e diz que teve um dia feliz

Denise Luna, Mariana Durão e Vinicius Neder

Rio

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), aproveitou a cerimônia de apresentação do plano de recuperação fiscal do Estado para agradecer novamente ao apoio do presidente Michel Temer e do presidente da Câmara e até esta terça-feira, 5, interino na Presidência da República, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

"Ontem foi um dos dias mais felizes para mim na solenidade do Planalto", afirmou, voltando a citar a expressão "conspiração do bem" para tratar da aprovação do acordo do Rio em Brasília. O governador agradeceu também a atuação do presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), e aos demais poderes do Estado.

Pezão afirmou que o plano do Rio é o maior ajuste fiscal já feito no País. "Nós já cortamos na carne", disse Pezão, destacando que é hora de acabar com a "conversa fiada" de que o Rio sempre viveu da receita do petróleo.

O governador negou um plano para privatizar a Universidade do Estado do Rio (Uerj), hoje em forte crise. "Nunca foi discutido que íamos privatizar a Uerj", afirmou. Ele mencionou, entretanto, que seria importante discutir formas de retorno desse investimento para a sociedade, como trabalho de profissionais por um período para o Estado. "Ninguém vai privatizar serviços, mas fazer essa discussão é da democracia", afirmou em apresentação no Palácio Guanabara nesta quarta-feira (6). No evento, que contou com a presença do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, Pezão afirmou que ele tem sido "um guardião" do Rio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos